Paulaner Salvator e Hacker-Pschoor Anno 1417

 

Conheça dois estilos da cervejaria Paulaner: Paulaner Salvator e Hacker-Pschoor Anno 1417.
Conheça dois estilos da cervejaria Paulaner: Paulaner Salvator e Hacker-Pschoor Anno 1417.

O mundo das cervejas é muito complexo e algumas pessoas têm dificuldade em entender a diferença entre estilos – e também o que todas aquelas palavras em alemão querem dizer. Vamos tentar simplificar e explicar o que trazemos ao Brasil.

Paulaner Salvator: malte e fruta, além de um sedutor sabor de chocolate.
Paulaner Salvator: malte e fruta, além de um sedutor sabor de chocolate.

Comecemos pela Salvator. A história dela se confunde com a da própria Paulaner. Ainda no século 17, os monges do monastério São Francisco de Paula passavam fome com o ritual de jejum no período da Quaresma. Para compensar a falta de calorias, eles criaram a Salvator, que é praticamente uma refeição, para consumir depois que o sol ia embora. Os monges a chamavam de pão líquido, pois era capaz de realmente alimentar! Trata-se de uma double bock de baixa fermentação: traduzindo, bock significa que a cerveja é escura, com aromas de café torrado e caramelo; no caso do double, tudo em dobro. Já baixa fermentação, quer dizer que ela foi fermentada entre 0 e 12 graus Celsius e isso traz certo frescor. O resultado é uma combinação de líquido castanha com espuma caramelo e sabor equilibrado entre malte e fruta, além de um sedutor sabor de chocolate – a Salvator é adocicada. Ideal para acompanhar pratos intensos como pato com molho de ameixa. Deve-se consumir em canecas de cerâmica, a 9ºC. O teor alcóolico é 7,9% e as calorias 71kcal/100ml.

Hacker-Pschorr Anno 1417: excelente para pratos picantes.
Hacker-Pschorr Anno 1417: excelente para pratos picantes.

A Hacker-Pschorr Anno 1417 leva no nome o ano da fundação da cervejaria Hacker-Pschorr, do Grupo Paulaner. A união dos dois nomes vem do casamento de Teresia Hacker e Joseph Pschorr, casal que tornou a marca líder em Munique no século 18. Trata-se de uma cerveja da categoria ‘naturtrübes Kellerbier’, que se traduz por cerveja de sótão (Keller) porque antes da invenção da refrigeração se armazenava a cerveja no sótão de um edifício onde o termômetro não subia durante o verão. Esse produto não é filtrado e leva levedura, mas, não se trata de uma Weissbier, porque é produzida com malte e cevada. Cremosa e efervescente, característica de cervejas não filtradas, possui paladar delicado e delicioso, com aromas de caramelo, mel e ameixa. É excelente para pratos picantes e possui grau alcoólico de 5,5%.

Tags: , , ,