Quem quer bacalhau?

Treinamento_Bacalhau4_bx
Bacalhau Sea Foods

 

Os motivos de o bacalhau ser o prato da Semana Santa na verdade são mais comerciais que gastronômicos. No século XVI, o Vaticano, que era proprietário de uma grande frota bacalhoeira, viu seus armazéns lotados da iguaria porque o consumo declinava. Para movimentar as vendas, decidiu proibir o consumo de carne vermelha durante a Semana Santa e incentivar a comercialização do bacalhau.

Nem precisamos entrar no mérito de como a ideia deu certo e se perpetua até hoje. Além de delicioso, é um alimento saudável, rico em sais minerais, vitaminas e proteínas, além de ter baixíssimos teores de colesterol e gordura. A Porto a Porto traz ao Brasil o Gadus Morhua (da marca Bacalhau Dias) e o Gadus Macrocephalus (da marca Sea Foods).

O Gadus Morhua, em inglês Cod Fish, também é chamado “Bacalhau verdadeiro”. Ele habita as águas frias do Atlântico, como Canadá e Mar da Noruega, mas também é pescado na Islândia e na Rússia. Suas postas são altas e claras e se desfazem em camadas tenras depois de cozidas, ideal para receitas em postas, lombo ou pedaços. O Morhua é o preferido pelos portugueses, pode variar entre 1 e 2 metros de comprimento e atingir peso máximo de 96 quilos.

corte_bacalhau
Bacalhau Dias

O Gadus Macrocephalus, também chamado “Bacalhau do Pacífico”, habita o Pacífico Norte, na região do Alasca. Sua carne pode ser facilmente desfiada, então além de ser servido em postas, é ideal para a utilização em receitas de torta, ensopados ou até mesmo bolinhos. O Macrocephalus é muito semelhante na aparência ao Morhua, com quem é frequentemente confundido, mas possui uma espécie de bordado branco nas extremidades que o diferencia dos demais.

Tags: , , ,