Uma breve história do vinho

história do vinho

Quem foi a primeira a pessoa a beber vinho na história? Existem muitas especulações, teorias defendidas por autores sérios, mas a verdade é que de tempos em tempos, em algumas escavações arqueológicas, descobre-se uma nova relíquia de 6 ou 8 mil anos a.C. E assim prosseguimos, sem saber qual é o marco zero do mundo dos vinhos. Resumidamente, podemos dizer que a história do vinho é a seguinte:

Alguns teóricos dizem que a parreira teve origem há 150 milhões de anos; outros falam que a data provável é 65 milhões de anos, em distantes Eras Geológicas. O que se pode afirmar, por reconhecidos testes datados com carbono, é que as sementes mais antigas de videiras cultivadas pelo homem foram achadas na atual Geórgia, entre 8.500 e 6.500 antes de Cristo.

Naquela distante época os continentes estavam unidos (Pangeia, pan, do grego, todo ou inteiro; e Geia, terra). Depois de um longuíssimo tempo, quando houve a separação dos continentes, aconteceu de a Vitis Vinífera ficar na Europa e a Vitis Americana (Labrusca), nas Américas. Não há uma razão especial para isso, ocorreu da mesma forma que os leões ficaram na África e não no Brasil, por exemplo.

E a que faz vinhos finos é a Vitis Vinífera. De bagos menores, com quantidade ínfima de antranilato de metila (que é a substância química que dá o cheiro de suco de uva), só que menos resistente a pragas.

Então quando se fez vinho a primeira vez? Lendas existem muitas, mas é impossível precisar uma data.

Texto originalmente publicado no livro O Mundo do Vinho da Porto a Porto. Para fazer o download gratuito, clique aqui.

Tags: , , , , , ,